terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Teu veneno


Teu veneno crónico que provei gota a gota, com sabor adocicado, esse teu mistério que é o teu segredo mais entranhado, a dor que escorre inacabada, por entre esse olhar cego de rejeição que se perde na imensidão dessa paixão.
Vieste, entraste, hospedaste-te eu deixei e agora que fazer contigo?!?
Ah..Paixão…Que queres tu de mim?!
Recuperar o veneno perdido em Outrora?
Fazer-me cuspir as palavras que tu nunca terás coragem de dizer a alguém?!
Soltar na escuridão nocturna, os gritos silenciados pelo degustar do veneno?!
Queres que vá de encontro ao vento, numa madrugada de tempestade?!
Que me perca neste caminho perdido sem fim?! Ele é longo, e eu estou exausta de percorrer até caminhos desmedidos do teu ser…
Arrasada, descontrolada pelos sentidos sem sentido algum, aqui estou eu, mais uma vez a escrever palavras que Tu és incapaz de pronunciar, incapaz de soletrar, de as saborear, tal como eu saboreei as tuas…
Desesperadamente vou recolher-me com as palavras que te deixo para poder descobrir o antídoto, a forma de te fazer sair de mim!!!!!!!

8 comentários:

Mustafa Şenalp disse...

Your blog is very nice:)

oArtista disse...

Veneno que bebemos ansiosamente, devorando cada gota, desejando sempre mais...
Um beijo

Pearl disse...

Como é duro nos livrarmos dos vicios... Daquilo que sabemos que nos faz mal, mas sem essa coisa não podemos viver...
:o)))***

BorboletaDistraída disse...

Áh deliciosa paixão... um veneno tão doce, tão bom... Que seria de nós sem paixão..

Beijos

malukinha d'arroios disse...

louquinha, mai linda

que além de louca, tem a capacidade, de descrever um veneno, delicioso...

se encontrasse um veneno assim, não bebia gota a gota, bebia de um só trago, como um shot...ou 2 ou 3
ou 1000.

Veneno assim não mata...

abraço,

P.S. esta semana recoloquei um post de setembro que tinha um comentário teu? queres que retire?

se não apareceres, é porque não queres... espero vir antes do natal.

Menina do Rio disse...

"Desesperadamente vou recolher-me com as palavras que te deixo para poder descobrir o antídoto, a forma de te fazer sair de mim!"

Como é dificil resistir ao sabro deste veneno...

Um beijo de boa semana

Noite disse...

Não é fácil, quando deixamos que nos invadam a alma, expulsar o invasor, às vezes é preferível habituar-se a essa sensação parasita.

Anónimo disse...

A recolha está prolongada!!
Espero que estejas bem sua venenosa mais winda.
Jokas