sexta-feira, 5 de outubro de 2007

A Condessa às Avessas


A noite estava quente, cada vez que pensava na tarde com a Condessa as minhas pernas ainda tremiam. Lembro-me de quando ela chegou com uma blusa de cetim rubro, uma curta saia preta que deixava adivinhar as pernas que eu iria percorrer languidamente com os dedos. O nosso olhar cruzou-se e queimou-nos, senti os mamilos erectos, quando ela me beijou levemente nos lábios e a minha mão desabotoou os dois primeiros botões da blusa. A Condessa é uma mulher bela, tem cabelos negros e lisos, compridos que soltos oscilavam-me entre os seios causando-me sensações que nunca sentira com nenhuma mulher. Gostei de sentir a língua dela na minha, as suas mãos aveludadas percorrerem-me mimosamente pelos seios, começámos numa massagem sensual. Emanava no quarto um doce perfume a almíscar, e uma ténue luz que desenhava os nossos contornos, enquanto nos lambuzávamos e movíamos lentamente os nossos corpos.
Despimo-nos devagar, saboreando a leveza da música, tremi quando me abriu as pernas devagar e senti o mel escorrer quando me penetrou lentamente um dedo numa habilidade ímpar, antes tinha rodeado os meus seios, lambido os mamilos e pusera-me completamente louca, para sentir mergulhar a língua no centro que parecia um vulcão quase a explodir. Não podia deixar a Condessa continuar a dominar-me, tirei um lenço de seda negra da gaveta próxima, sorri-lhe e ela deixou-me prende-la, dei-lhe dois nós seguros e vendei-a com uma echarpe púrpura que lhe tocava levemente os ombros nus e a fazia reagir ao toque do cetim frio na pele.
Quando desci até ao umbigo, chupando-a e lambendo-a cuidadosamente, os meus lábios detiveram-se numa malícia e subi novamente numa irreverência e luxúria para sentir os lábios da Condessa procurando os meus, pelo calor……mas..........

( A tarde foi longa…To be continued )

13 comentários:

Flash disse...

O perfume, os contornos, a emoção...
Sentidos em ebulição...

Sensual o teu post!
Gostei de passar por cá.
Voltarei.

Bju

Fragil disse...

Coment Standart:

Espalhando alegria, para ti tb....

http://fragil-contem-poesia.blogs.sapo.pt/


Bj

Vity disse...

Ola,
Passo apenas para agradecer a tua visita e deixar um beijo carinhoso…
Bom fim de semana…
Beijo doce
Vity

sveronica disse...

A... parou no melhor! O perfume chegou aqui...
Um conto pra lá de sensual!

beijos

CamaReira disse...

E assim a minha condessa se dá aos seus voiyeurs se desnuda e se entrega.Mas de novo virá para mim...

Beijos Ardentes em ti

Salve Jorge disse...

(Ele pensou se seria tamanha a sorte de ver tão inebriante momento de camarote..
Deixou-se ficar no canto. Admirado em meio ao êxtase. Em seu íntimo explodiam sensações. Chegou a massagear a carne estimulado por tanta nobreza das damas..
Quase quis ser nele que fosse posto o negro lenço.. suspirou invejoso e tão dominado quanto a condessa..
Suspirou e atiçou os sentidos, pois queria ver muito mais..)

Gui disse...

Com que então a Condessa a pular a cerca e frequentar outras alcovas. E tu a fazeres-te esquisita´lá na Alcova Real, andavas a tramá-la às escondidas. Bem trabalhado sim senhor. Não há lugar aqui para um Cavaleiro galantee andante?
Já me esquecia de te dizer...o texto está também muito bem escrito. Esta é literatura erótica da boa. Bem podes fazer parte da Alcova.

POETA VAGABUNDO disse...

:)que tarde melhor que uma tarde de prazeres...
beijo vagabundo

Doce Venenosa disse...

Hum...
E que avessas
Doce beijo...
***

Condessa disse...

Minha Cara Lavadeira Louca...
Surpreendeste-me, adorei... aliás, estou a adorar... quero mais!!!!!
Quero muito maissssss!!!
Mnham, mnham... eu sabia que por detrás dessa loucura havia muita demência escondida...
E para ficares mais LOUCA, também te trago um mimo... vim trazer-te uma 'Boa Nova'...
Surpresaaaaa!
Passaste a fazer parte da Côrte...
Vai à Alcova e demora-te por lá... o tempo que quiseres...
Beijo em ti todinha...

homem de negro disse...

Olá...
Muito me encanta esta condessa aluada, mais me encanta a tua história... Quando a picar-me contigo sendo advogado de defesa de alguém, sabes bem que eu não sou dessas guerras, irmãzinha desmiolada, é apenas brincadeirinha (como se eu tivesse ciúme)...
Mas já agora conta lá, em certas situações gostavas de ser eu, não gostavas? Sei bem que sim, irmãzita louca, alguns conecimentos da minha pessoa iam ser um encanto para ti...
Cara op, conheces o homem um pouquito para saberes que ele não vai nessas guerras de emprenhar pelos ouvidos, apenas brinquei com as tuas atiradelas à minha lobita. E mais te digo, se não queres levar uma toitiçada por causa de ciúmes, anda de largo e sempre de olho no bicho. Olha que ele chega-te a roupa ao pelo...
Beijos muitos amiguita, a gente vê-se por aí...

suruka disse...

hummmmmmmm!!!!
agora deixaste-me com curiosidade

ohhhhhhhhh, mais quero saber mais.

bj

U Ó Mãe Que Dava Pulos disse...

A Condessa às avessas! Essa é mesmo boa!
Reboliço na corte à vista!
Vou seguir com muita curiosidade.

(p.s: manda-me o teu mail, por favor, gostava de te convidar para o meu Blog"As deusas devem estar Loucas")