segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Solidão é...


Solidão é perfume adocicado, no relógio marinho onde os ponteiros passam bailando segundo a segundo...sobre as águas calmas...É a sede mais húmida, de uma imensa vontade de alcançar a secura dos lábios...É a poeira refinada mais leve que repousa em nossas peles, fazendo-nos sacudir as suas partículas num compasso lento, fazendo-as oscilar abstractamente para um outro local do corpo....

É manto rubro-negro que nos ofusca o olhar da alma, o brilho dos olhos, a saudade de um gesto ternurento de ver a lua deslizando lentamente por entre as estrelas e as nuvens…

É gaivota poderosa sobrevoando falésias na neblina densa e névoas geladas de tristeza que nos fazem arrepiar, chorar, gritar no silêncio deixando o eco brotar na voz calada que nos embarga pelos caminhos dos medos que nos assombram…

É uma aresta cortante que nos invade os dias e noites frias em que ficamos inquietos com tamanha imensidão que nos cerca e nos oculta a visão da verdadeira razão…

É gelo que se acumula e se entranha nos corações fustigados, ameaçados por tempestades que parecem não mais ter fim…

É horizonte longínquo que nossas mãos cansadas querem alcançar…Solidão é...O que por vezes necessitamos para nos organizar-mos e perceber qual o rumo que vamos dar às nossas vidas.....faz-nos falta, por vezes a Solidão de um Eremita!!

12 comentários:

malukinha d'arroios disse...

há quem diga que mais vale estar mal acompanhado do que sozinha...

eu continuo a preferir estar sózinha...

... sensacional este texto!

p.s. não disse que eras tu? só queria que fosses ver... estou-me a borrifar...

Pearl disse...

"É uma aresta cortante que nos invade os dias e noites frias em que ficamos inquietos com tamanha imensidão que nos cerca e nos oculta a visão da verdadeira razão…"
Lindo, parece-me que conseguiste definir na perfeição!!!
Parabéns!!!
:o)))***

suruka disse...

Olá Op.Louca.

Sim definitivamente, tu
escreves bem. E pões a malta a reflectir.

SOLIDÃO julgo ser a pior situação humana.

bjs

M&M Blue disse...

"A pele era o que de mais solitário havia no seu corpo.
Há quem, tendo--a metida
num cofre até às mais fundas raízes,
simule não ter pele, quando
de facto ela não está
senão um pouco atrasada em relação ao coração.
..."
(Luís Miguel Nava)

suruka disse...

Op louca

VAMOS!!!
Como fazemos?

Op.Louca disse...

SuruKinha...

Claro que vamos! Vamos?!? Ai, que me estás a baralhar todinha...
Como fazemos?
Hummmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm...

Só conheço uma unica forma de Amar, entrega de corpo e alma!
Que te parece heim?

:)

Beijinhos ( E depois a Louca sou eu )

Anónimo disse...

Admito tenho alguma dose sim.
Agora só podes estar a brincar.

Deixa teu MSN ou E-mail
nao publicarei

Anónimo disse...

na solidao de um tempo mesmo que cronometrico...temos o espaco...a memoria...o sentir de mais que um...escreve-se...le-se...ate se sonha com mais de um ser...gostei muito do teu texto...
bruno

Urso Pardo disse...

Na Solidão nos reencontramos…egoístas.
Desmontamos, desfazemos e desconstruímos sonhos…
Serão momentos de reflexão? Inflexão? Deflexão?
São paragens …sempre. Balanços e embalos ao som do Silêncio das Almas.
Olá Op ))))))))9
Gostei do teu post…demais ;)

Op.Louca disse...

Anónimo..

Porque estarei eu a brincar hum, hum?!?
Não tenho por hábito brincar com coisas sérias...embora eu seja muito brincalhona. Tenho dias, como todos nós, mas este não foi certamente um daqueles em que passei as horas a brincar.

Deixo o meu MSN..ou E-Mail?!?
Para?!?

Ah, não o publicarás, agora fizeste-me rir, deixando-o não precisarás de o publicar, toda a malta que aqui vier o verá, mas como nada tenho a recear, e já não é a primeira vez que o publico, aqui vai:

Op.Louca@hotmail.com

PAULO SANTOS disse...

entrei em teu espaço sem querer e gostei muito do que por aqui li.
Tambem escrevi algo sobre a solidão em meu canto.
voltarei.

um beijo e um convite a visitares meu espaço.

Paulo Santos

Lu@r disse...

Nessa solidão permaneço à espera do teu sentir.

:)

Beijo