sexta-feira, 1 de junho de 2007

SouAssim_Ilusões


Quando esta magia cessa e a lucidez me invade nesta madrugada infinita de prazeres inventados, perco-me entre o confuso emaranhado de ruelas que nos separam, esfuma-se o mapa que tracei até ti, desapareço ao fundo da rua das minhas ilusões, abandono este sonho, mas não te deixo sozinho, ofereço-te todos os momentos vividos, as palavras deitadas ao vento, e o último amanhecer da sombra da minha mão, mas nada se consolida a não ser a certeza do fim. Certeza inicial colorida de fantasia que não cabia na realidade. Crescia o silêncio, aquele silêncio interior que se instalava ofuscando a luminosidade possível. Que nunca o fôra. E assim, eu mantinha a ilusão do sonho, aquecendo, o quê, não sei. A vida. Não a minha, não a tua. A que sonhávamos existir. Existia??!!?? Lembro o teu grito na pele ampla dos vocábulos, o teu suor a pingar em mim, numa dança sem passo certo, a maneira como te expressavas, com seriedade, mas porém sereno, em gestos suaves e requintados! Agora dou o grito no silêncio, para que possas escutar-me com atenção, e me leias entre linhas, este chamamento por ti. Sou assim Ilusões, em que nas noites loucas, de pura sedução, entregava a minha alma em direcção, a um caminho sem volta, a uma entrega total de prazer. Onde a parede já não estava fria, aquecida pelo meu corpo, e pela pressão do teu corpo em mim, a temperatura do ar ficava alta, a dos nossos corpos era inferno celestial, que nunca iríamos esquecer. Mas EuIlusões, usei armas de sedução em outrem, e deixei que a tua memória se enchesse de imaginação, onde imaginavas que eu realizava o fruto do pecado. Agora, aqui, nesta luta de palavras, num movimento sensato, peço-te para abrires teu coração, e me deixes alcançar a razão, nesse colo que me acolhe, nesse braço que me envolve, nesse olhar que me acaricia. Nestas mãos aguardo um novo amanhecer de alma, que me traga de volta os sonhos, que eram realidades, que esse amanhecer me desperte as emoções, me acorde os sentidos, e te devolva de novo junto a mim, em forma de encantamento, preciso de me entregar, de me dar, escrevendo-to estas simples palavras, onde escolherei o brilho de um fogo imenso, que não me queima, nem me cega, onde deixarei brotar as minhas Ilusões, perdida em resoluções deste passatempo absurdo da ausência permanente que vive entre nós! Sinto vibrações de aplausos inúteis e inglórios, que caem sobre mim, como o pano da verdade, onde a minha nudez fica a descoberto, sobre a fuga de uma mentira obscura, que um dia me fez afastar de ti! Vou desenlaçar das minhas mãos, a ilusão que escondo, para percorrermos juntos um caminho sem buracos, uma estrada sem trânsito, um cruzamento deserto, nesta madrugada sem Ilusões!!!!!!
Dedicado a RebeldeDaBoavista : )

15 comentários:

Negra_Tulipa disse...

so isto sem mais palavras :)))) jinhos grandes nos 3(para voces e para a vossa realidade... Edu) :))))))))

Curioso disse...

Op,

ÉsAssim_Ilusões ?!?

Ca o jê, diz que tu criavas era Ilusões na cabecinha de muitos(as), que te rodeavam, agora tu, viveres de ilusões! Não, tu vives a vida na realidade, seja ela cruel, ou menos cruel, Tu SerásSempreTu, Sem_Ilusões!

Por isso e muito mais, aprecio a tua maneira de ser, menina-mulher, que muitos corações despedaçaste, neste meio virtual, e também no real.

Beijinho : )

o alquimista disse...

São sete as luas que regem a magia, o encanto, sete vezes se abre a alma para deixar sair o pranto. Sete serão as palavras que soltam a magia no tempo, sete são, as sinceras lágrimas, soltas em árido campo…

Bom fim de semana

Doce beijo

A.S. disse...

Minha querida, nunca é tarde para corrigir um trajecto!... E nunca passes um semáforo com o vermelho aceso!...


Um terno beijo!

todaela disse...

Texto fantástico de se ler, uma grande prova sem dúvida.
Espero que o Rebelde perceba, que tem uma grande mulher a seu lado e que não deixe fugir esta Ilusão...

Beijos aos dois
Sem esquecer, claro, o Rebeldezinho...

Som Do Silêncio disse...

Mais um texto digno de se lêr até a última gota.

Desejo um optimo fim de semana.

Um Beijo em Silêncio minha querida

AlguemQueConheces disse...

Opzinhaaaaaaaaaaa, o teu nick deveria de ser Sedutora.Nata, e não Op.Louca. É, é que tu, tens uma beleza exterior, e interior que fascinam qualquer pessoa, embora tenhas um defeitozito enorme, e eu digo-te qual,és muito caprichosa e exigente, e depois de seduzires, 'deitas fora'.

Ó Rebelde, é preciso ter paciência para aturar esta gaja, né verdade?
Sabes o que te safa, sabes, Opzinha?
É que és muito segura de ti, e antes de fazeres seja o que for, tens já os trunfos na manga, ai, tu, tu.

Parabéns pelo exclente texto, que está divinal.

Joquinhas da mar

Entre linhas disse...

Nunca é tarde para determinarmos o que queremos,sempre com grandes doses de sensatez e muito perserverância.
Ès uma pessoa com um interior muito belo,nunca percas essa beleza.
Bom Domingo
Bjs Zita

Mané disse...

Hello Miguinha, nao sabia que tinhas um espaço novo.
Gostei, do blog e do post.
Passei pa deixar jinhoooooooo.

Lu@r disse...

O rebelde vai amansar nos teus braços vai sentir esse belo sentimento que não é ilusão...mas a realidade.

Beijo doce

Rosas_de_Fogo disse...

Cada vez que te leio ... Afilhada Lindona ... fico deliciada ... com tudo o que transmites.

Eu sei que o Afilhado sabe bem ... mimar-te ... acarinhar-te ... um grande cumplice que ... atravessa o tempo contigo ... na ilusão ... mas os dois ... tornam tudo ... real.

Beijokas grandes em voces o 3.

Espirito da Lua disse...

Adorei o texto e o blog;)

Bj Lua

Nómada disse...

Olá Op : )))
Sempre que comento algum texto, faço-o “per si”, sem me preocupar com a análise do porquê ou para quem é dirigido. Gosto dos textos pelos textos, do quanto são plenos de imagens e mensagens, ou, tão só e não menos importante, porque simplesmente me cativam…

Este texto… não…não é um texto, é mais que isso… é num acto de entrega a mais sincera Declaração de Amor que já li...

Agora, Amiga, que daqui me conheces bem… (eu sei que não levas a mal)… e de enorme sorriso no rosto… isto faz-me lembrar uma importante Lei da Termodinâmica…hehehe… toda a acção corresponde a uma reacção e Plim…nasceu o motor a jacto… Edu agarra-os antes que entrem em orbita ;)))))

Parabéns Rebelde e Op. pela intensidade que partilham nesta viagem a que chamamos Vida.

Vity disse...

Ola...

Nunca podemos voltar atras na estrada da vida ... mas podemos sempre escolher os caminhos a seguir em cada encruzilhada...
Ilusões tambem fazem parte da nossa vida ... e valem apenas pelo que são: ilusões...
Que a realidade dos teus objectivos seja alcançada por caminhos serenos...

Beijo
Vity

Lu@r disse...

Sabia bem uma dessas para mim...
Perder-me no teu olhar
e sentir esse gesto que é só teu.

Beijo-te onde desejares